Os ingredientes da cerveja III: a levedura

Cervejas

A transformação de uma sopa de cereais na bebida que hoje é tão apreciada e consumida no mundo todo foi considerada por muitos séculos como algo divino e mágico. A levedura foi o último ingrediente conhecido e dominado na produção da cerveja. Sua manipulação e controle foi o que possibilitou a produção dela em larga escala, abastecendo um mercado tão grande e em contínua expansão.

img2

Disponível em: https://goo.gl/GrYt0Q.

Levedura

Último ingrediente a ser dominado no processo da cerveja, a levedura até o início do século XX não era algo que se colocava em uma receita pelas mãos do homem. Era um ingrediente manipulado somente pelas mãos divinas, segundo contavam os mestres cervejeiros antes dos estudos sobre fermentação. Até se conhecer a levedura, a fermentação ocorria de forma espontânea e fora de controle. Foi somente a partir dos estudos de Louis Pasteur, que comprovaram a relação das leveduras com a fermentação, que se aprofundou o conhecimento sobre estes microrganismos e passou-se a dominá-lo.

Hoje são conhecidos mais de 850 tipos de leveduras, classificadas em vários gêneros e segundo as mais diversas propriedades. Apesar da diversidade de leveduras, as espécies que mais interessam à fermentação alcóolica, no processo de produção de cerveja, são a Saccharomyces cerevisiae e Saccharomyces uvarum. São elas as responsáveis por transformar os açúcares da mostura em álcool e gás carbônico, sendo a escolha espécie correta dependente do tipo de cerveja que se deseja obter.

AMCN93
Disponível em: https://goo.gl/FamOR6.

Na produção da cerveja, a levedura é o ingrediente de maior cuidado e temor dos cervejeiros. Eles têm que dar as condições ideais para que ela faça o seu trabalho, de modo que, quando isso não ocorre de forma correta, toda a produção pode ser perdida. O crescimento desenfreado da levedura pode provocar uma catastrófica contaminação de todo o produto, bem como a sua morte repentina – causada pelo excesso de álcool que é gerado na fermentação. Portanto, há uma linha tênue a ser seguida pelo cervejeiro.

Este é o último post sobre os ingredientes da cerveja. Apresentamos até aqui os ingredientes básicos – água, malte, lúpulo e levedura –, mas estes não são os únicos. A cerveja pode levar em sua receita uma série de outros ingredientes, que podem aumentar a produção ou diminuir os custos – utilizando cereais denominados adjuntos –, ou até diferenciar o produto final com a utilização de ervas, especiarias ou frutas.

img3

Disponível em: https://goo.gl/GWPzQd.

Compartilhe
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on RedditShare on LinkedInEmail this to someone

Notícias

Produção da Cerveja

Podemos descrever, de maneira interessante, a produção da cerveja segundo os procedimentos que estão no livro Cervejas, Brejas & Birras »

VEJA MAIS

Breve Histórico da Cerveja – Parte 2

Durante a idade média a produção de cerveja passa por um período obscuro, influenciado pela dominação romana. A cultura cervejeira »

VEJA MAIS